O êxtase de torcer pelo São Paulo no Morumbi, quase dez anos depois

O que faz o seu coração vibrar? Poucas coisas no mundo colocam-nos em um estado de verdadeira alegria, vivacidade, contentamento total. Tenho as minhas, e nelas está o São Paulo Futebol Clube. Não há sentimento semelhante ao de assistir ao seu time do coração jogar. A expectativa, o “jogar junto”, a apreensão, o momento doContinuar lendo “O êxtase de torcer pelo São Paulo no Morumbi, quase dez anos depois”

Um pico que só exige a disposição para apresentar o agudo da natureza

Londrina, cidade onde nasci e moro, no norte do Paraná, é pintada de beleza e também rodeada por muitas atrações naturais – cachoeiras, vistas e matas boas de visitar. Por falhas próprias, conheço muito pouco do que tenho disponível, mas já estou tratando de consertar meu desleixo. Dias atrás, em um sábado ensolarado, fui aoContinuar lendo “Um pico que só exige a disposição para apresentar o agudo da natureza”

Muito do que sou tem um culpado especial, meu ídolo-avô Nei

Só de pensar em escrever sobre ele, minha autocobrança como escritor, jornalista e principalmente neto, logo aparece. Tamanha a importância e o meu amor pelo meu avô Nei. Neste domingo (6), vô Nei completa 88 anos muito bem vividos. Basta vê-lo para saber que zelou por sua vida em todo esse tempo – você lheContinuar lendo “Muito do que sou tem um culpado especial, meu ídolo-avô Nei”

Um ano depois, um pouco mais que aprendi sobre minha paixão Bossa Nova

25 de janeiro de 2021 foi o dia em que inaugurei este blog com os primeiros textos. Um, especificamente sobre a data, abordava o Dia Nacional da Bossa Nova, além do aniversário de nascimento de Tom Jobim – com menção honrosa também ao aniversário de Sampa, à qual dediquei meu último post. Um ano depois,Continuar lendo “Um ano depois, um pouco mais que aprendi sobre minha paixão Bossa Nova”

As velhas e novas sensações que meu primeiro Réveillon em Sampa evocou

Quando vou a São Paulo, sinto-me chegando a uma cidade importante, de relevância nacional, mundial… o lugar onde as coisas acontecem. A capital paulista é o município mais importante do país economicamente, uma verdadeira megalópole, onde há mais oportunidades de emprego, que oferece as mais diversas opções, onde pode-se achar qualquer coisa, a qualquer hora.Continuar lendo “As velhas e novas sensações que meu primeiro Réveillon em Sampa evocou”

Que a paz, e tudo que vem a partir dela, esteja conosco em 2022

Seu ano foi bom? Eis o momento da pergunta, feita por alguém ou por nós mesmos. Ao menos eu, que seja nas horas derradeiras do ano, costumo fazer uma breve retrospectiva dos últimos 365 dias, não como um balanço de sucesso ou fracasso das minhas expectativas, mas uma rota de satisfação pessoal, de forma queContinuar lendo “Que a paz, e tudo que vem a partir dela, esteja conosco em 2022”

Entre tantos problemas, maior do São Paulo é deixar de lado a honra e o coração

O que foi que fizeram com o meu São Paulo? Ao pensar em escrever sobre meu Tricolor, é a pergunta que martela na minha cabeça. O que fizeram com o nosso São Paulo, de mais de 15 milhões de torcedores pelo Brasilzão e pelo mundo? O futebol não difere mesmo de outras áreas, no sentidoContinuar lendo “Entre tantos problemas, maior do São Paulo é deixar de lado a honra e o coração”

Eis a luz da nossa velha vida ao fim do túnel, cada vez mais próxima

Depois de estarmos no fim do túnel, lá onde tudo era escuridão e incerteza, a luz já nos aparece radiante – é logo ali, diriam os mineiros. A ciência nos aproxima cada vez mais da saída desta infindável via que demonstrava ser a pandemia da Covid-19. Nossos sonhos e projetos voltaram – por um bomContinuar lendo “Eis a luz da nossa velha vida ao fim do túnel, cada vez mais próxima”

Abram alas para as flores da primavera e esperança fortalecida no ar

Avizinha-se a primavera. A alma, já preparada pela florada dos ipês, anseia pela época das cores e clima mais quente. Muitos serão avessos, contrários ao mormaço brasileiro presente em todos os cantos do país. Ele tem sido severo, é verdade, mas consigo traz a leveza de se vestir, se portar, após nove meses de vidaContinuar lendo “Abram alas para as flores da primavera e esperança fortalecida no ar”

Uma história de glórias e quedas: o que significou para mim a biografia de Garrincha

Que saudades eu estava de escrever aqui! Minha falta deve-se ao novo emprego que arrumei, e por isso não escreverei com a mesma assiduidade. Contudo, sempre que tiver um tempo e algo bom a ser dito, postarei no Meu Patrão. Nossos patrões interiores nunca morrem, seguem guiando nossos gostos e desejos, e espalhá-los por aíContinuar lendo “Uma história de glórias e quedas: o que significou para mim a biografia de Garrincha”